quinta-feira, 25 de abril de 2013

Escrita criativa- utilizando a "casa das histórias"- Parte 1

Era uma vez rainhas, reis, príncipes e princesas. Neste mundo havia um reino bom e um mau. O bom vive à beira do lago e o mau vive numa floresta perdida. O reino mau começou a crescer.  Foi então que o reino bom encontrou um tesouro e o reino mau ficou com inveja.                   

Tomás      


                                               
                                                       AS FADAS ESQUECIDAS


Era uma vez, há muitos anos, as fadas boas e as fadas más. As fadas boas são magras e as fadas más são  gordinhas. Elas moram numa casinha na floresta perdida. As fadas boas e más são muito esquecidas. Esqueciam-se de tudo. Uma vez ,uma fada boa esqueceu-se de um feitiço e trocou o feitiço com outro. Outra vez uma fada das más estava a ler e a fazer uma poção, depois olhou para outro sitio e fez a poção mal. E isto tudo aconteceu quando os esquilos voavam.
Sofia    


O príncipe e o gigante    
 
Numa noite de tempestade  gigantes e anões viviam numa floresta perdida.              
Essa floresta tinha rainhas, reis, príncipes, e princesas. Depois aconteceu que um gigante decidiu  falar com os anões mas os anões fecharam a porta.
E o príncipe pegou na espada e abriu a porta; quando abriu a porta encontrou um tesouro.
Filipe   



UMA NOITE ASSUSTADORA !

Vou- vos  contar  uma   história   arrepiante. Agora  vamos  começar.  Há  muitos  anos , numa noite  de  tempestade, um  professor  entra dentro   de  um comboio  fantasma .  E  tinha  medo  de  tudo.  E é  o  fim.
André  


O MAU DA FLORESTA !!!

Há muitos anos, a rainha, o rei, o príncipe e a princesa eram uma família que nunca corria perigo.
Uma vez apareceu um homem muito mau numa floresta perdida que queria atacar reis, rainhas, príncipes e princesas.
No dia a seguir ele viu aquele castelo e foi para lá mas, quando foi, eles acordaram.
Bateu  à porta violentamente e disse:
-Abram a porta, se não este castelo vai ficar meu!
Eles abriram a porta, mas como o rei já o conhecia, ele começou a lutar .              
Passado uma hora o rei usou o seu poder e o senhor mau perdeu. E quando perdeu o mau deu-lhe um tesouro porque o tinha derrotado e aquela família ficou toda feliz para sempre.
David    


                                                                         Na Escola
Era uma vez uma princesa e fadas que andavam na escola, mas o rei e a  rainha eram muito lindos  quando as  galinhas tinham dentes , quando o rei lhes  dava dentes .  
A princesa começou a crescer.

Luana    




O MENINO  NA FLORESTA


Há muitos anos ,numa noite de tempestade, haviam gigantes e anões. Eram bons e maus. Numa floresta perdida, um menino tinha medo de tudo. Quando se perderam os anões e os gigantes encontraram-se com o menino e ele assustou-se com eles. E então o menino fugiu.
Gustavo  

As bruxas

Numa noite de tempestade bateram violentamente à porta do castelo.Numa floresta perdida encontraram um tesouro.
Diogo  



O rei mauzão

Há muitos anos havia um rei e uma rainha. O rei era muito mau e tinha um palácio numa floresta perdida. Mas o rei era um bocadinho esquecido.
Um dia, às 3 horas, o rei ainda não tinha o almoço e teve uma ideia para despedir todos:o cozinheiro e os empregados. Foi direto à cozinha e não estava lá nada,e gritou:
- Onde está a minha comida?
E todos os cozinheiros lamentaram. Mas mesmo assim o rei despediu todo os empregados e cozinheiros.
Um mês depois a rainha teve um filho, só que havia um problema .O seu filho tinha orelhas de burro. A partir daí o rei esteve sempre ocupado a limpar o palácio, limpar a loiça, a limpar as escadas do palácio...chamou a sua costureira para coser um chapéu para o seu filho para não se ver as orelhas de burro. 
Passados alguns anos o rei envelheceu e mandou o filho fazer tudo o que ele queria. Passado mais anos, o filho do rei casou com uma linda jovem. Nesse momento o rei tinha morrido e foi enterrado com duzentas pessoas à volta dele.
Um dia ,o principezinho  foi dar um passeio com o seu cavalo real e encontrou uma espiral muito negra e caio num buraco. Assustou-se tanto que nem sabia onde estava. No castelo a sua namorada ficou à procura dele a noite toda. Passado duas semanas a namorada do príncipe desistiu de andar com ele e fugiu a correr, a chorar. À quinta-feira o principe chegou ao castelo e não estava lá ninguém. Só encontrou um recado no chão a dizer: "Desculpa, mas tive que me ir embora, beijinhos da tua namorada." E depois reparou que tinha um rasgão no chapéu e foi a correr à procura de algo que tapasse as orelhas de burro. E foi pedir à mãe que lhe cosesse uma toca nova, mas todas as tocas que a sua mãe lhe fizesse, todos os tamanhos, não lhe serviam. A partir daí, quando ía à rua, toda a gente gozava com ele por causa das orelhas de burro.
Passado alguns anos, o príncipe perdeu as orelhas de burro. E na praça encontrou a sua jovem amada e depois casaram outra vez.

Maria Beatriz   


(continua)

Sem comentários:

Enviar um comentário